Seguinos en
FaceBook
Página Principal arrow Brasil arrow Dilma sanciona projeto que cria o Vale-Cultura  
jueves, 19 de octubre de 2017
Institucional
Página Principal
Información Institucional
Enlaces de interés
Servicios
Actualidad cultural
Documentos
Eventos
Culturales
Corredores culturales
Convocatorias
Entre redes
Red Interlocal de ciudades iberoamericanas para la cultura
Unidad temática Cultura de la Red Mercociudades
Red de Centros Culturales de América y Europa
Red Iberformat
Les Rencontres
Redesearte Paz
Herramientas
Buscar
WebMail
Contáctenos
Culture21
Red Latinoamericana de Arte y Transformación social
Dilma sanciona projeto que cria o Vale-Cultura PDF Imprimir E-Mail

vale_cultura.pngTrabalhadores contarão, a partir do 2º semestre de 2013, com R$ 50 mensais para bens de cultura.

Acompanhada de Marta Suplicy e Ideli Salvatti, presidenta Dilma sanciona Vale-Cultura.

A presidenta Dilma Rousseff, ao lado da ministra da Cultura Marta Suplicy, sancionou no Palácio do Planalto, a lei que cria o Vale-Cultura.

A partir da sanção, abre-se prazo de 180 dias para regulamentação da nova lei. No segundo semestre de 2013, o Vale-Cultura já deverá estar em uso para aquisição de produtos culturais.

Durante a cerimônia, a ministra Marta Suplicy destacou que o Vale-Cultura é um alimento para a alma e lembrou ainda que “o trabalhador terá liberdade de escolha e poderá usar o benefício como quiser”.

“Vale para livro, vale para dança, vale para toda atividade cultural. É um benefício em duas pontas. Na primeira, coloca na mão do trabalhador a escolha do que ele quer consumir de cultura. Para o produtor de cultura, é importante porque ele vai ter mais pessoas podendo assistir sua produção”, disse a ministra.

Marta Suplicy fala sobre o Vale-Cultura

Cartão magnético

Na prática, o Vale-Cultura será parecido com o Vale-Transporte ou o Vale-Refeição. O trabalhador receberá um cartão magnético, complementar ao salário, que poderá utilizar para entrar em teatros, cinemas, comprar livros, CDs e consumir outros produtos culturais.

O valor mensal do Vale-Cultura será de R$ 50, concedido a trabalhadores contratados com carteira assinada que ganham até cinco salários mínimos.

Os trabalhadores que ganham mais de cinco salários mínimos também poderão receber o benefício, desde que garantido, pelo empregador, o atendimento à totalidade dos empregados que ganham abaixo desse patamar.

As empresas que aderirem ao programa terão isenção de impostos de R$ 45,00 por vale doado. O trabalhador contribuirá com R$ 5,00.

(Ascom/MinC)
(Fotos: Mario Agra)

Texto y foto: www.cultura.gov.br